• Ana Paulaº Lappoñi

CURA PARA O INTESTINO PRESO ESTÁ NO AUTOCONHECIMENTO

A cura para o intestino preso começa por se conhecer melhor, avaliar hábitos alimentares e estudar as fezes. E você não precisa sentir nenhuma vergonha em relação a isso. Aliás, em muitas culturas, é absolutamente normal e rotineiro observar o cocô por alguns segundos antes de dar a descarga na privada.


É o caso da China, como mostrou o filme O Último Imperador, de Bernardo Bertolucci, em 1988. Uma cena feita para ser casual acabou provocando gargalhadas nos cinemas brasileiros. Na sequência, os funcionários observavam as fezes do imperador para fazer mudanças em sua alimentação. O público oriental não riu... porque lá todo mundo faz isso desde criança. Faz parte da filosofia de vida chinesa prestar atenção nas fezes.





A cura para o intestino preso depende de saber o que está acontecendo com o corpo. Mas, aqui no Brasil, nós damos descarga imediatamente, e perdemos uma importante fonte de pesquisa. Se mudarmos este comportamento, teremos a chance de sofrer menos com os problemas intestinais.


Cura para o intestino preso: o que fazer?


A cura para o intestino preso passa por uma investigação completa dos sintomas e dos hábitos. No Ana Paulaº Lappoñi Espaço Terapêutico, nossa clínica de medicina tradicional chinesa em Pinheiros, todos os pacientes são interrogados sobre as fezes.


E não importa que eles venham à clínica de terapias orientais em Pinheiros sem nenhum problema de constipação. A queixa pode ser dor de cabeça, dor nas costas, insônia, irritabilidade, fogachos... falar sobre as fezes faz parte do interrogatório.




As pessoas ficam ruborizadas, olham para baixo, procuram as melhores palavras. Pode parecer engraçado e até constrangedor falar sobre isso. Porém, estas informações são valiosas para se fechar um diagnóstico, seja de uma queixa específica de intestino preso ou de qualquer outra natureza.


E para saber se está tudo bem nessa área intestinal, é preciso avaliar a Escala de Bristol, desenvolvida pelo Dr. Ken Heaton na Universidade de Bristol em 1997. A escala avalia os tipos de fezes e foi publicada, originalmente, no Scandinavian Journal of Gastroenterology. Dê uma olhada com atenção!





Quais são as características que devem ser observadas?


Como você viu na Escala de Bristol, as fezes são classificadas em 7 tipos. E de acordo com a visão da Medicina Tradicional Chinesa, apenas o de número 3 é considerado normal: forma de salsicha ou de cobra, com ranhuras ou com fendas na superfície. Se o seu cocô for de qualquer outro tipo, é um sinal de que algo errado está acontecendo no seu organismo.


Lembre-se do trabalho dos funcionários do imperador chinês, que contamos no começo deste artigo. Faça sempre uma análise visual antes de dar a descarga na sua privada. Fique atento para as seguintes características:


- Fezes endurecidas no início e amolecidas no final


- Fezes amolecidas e finas


- Fezes às vezes amolecidas, às vezes secas


- Fezes amolecidas com restos de alimentos


- Fezes secas e endurecidas


- Fezes secas em forma de bolinhas, como as das cabras


Se o seu cocô estiver com alguma dessas características, é sinal de que existe um desequilíbrio na fisiologia energética dos órgãos envolvidos na digestão e a Medicina Tradicional Chinesa pode te ajudar a regular isso.


Cura para o intestino preso: como a Medicina Tradicional Chinesa lida com a questão?


Pesquisas feitas ao redor do mundo, e por diferentes instituições médicas e grupos de estudos, mostram que 1 a cada 5 pessoas sofrem regularmente com a constipação, também chamada de prisão de ventre ou intestino preso. E por “regularmente” entenda... quase sempre. A pessoa intercala dias bons com períodos com dores e dificuldade enorme em esvaziar o intestino.




Na maioria das vezes, a prisão de ventre é ocasionada por falta de atividade física ou por baixa ingestão de fibras e de líquidos. Doenças como diabetes, hipotireoidismo e depressão também podem causar a constipação, assim como o uso de remédios antidepressivos e antiácidos.


De acordo com a Medicina Tradicional Chinesa, constipação é quando a pessoa tem dificuldade para evacuar e chega a ficar mais de dois dias sem ir ao banheiro. Ou quando o indivíduo apresenta fezes duras, ressecadas ou em bolinhas, assim como quando tem a sensação de que a evacuação foi incompleta.


A cura para o intestino preso passa por chegar a um diagnóstico, baseado na avaliação de sintomas como plenitude abdominal, sensação de calor, sede, boca amarga, irritabilidade, astenia física, sudorese espontânea, sensação de frio, peso nos membros inferiores e lombar, câimbras e tremor nas pálpebras.


O que tudo isso tem a ver com a prisão de ventre?


Lembre-se que para a Medicina Tradicional Chinesa está tudo interligado! Existe uma forma saudável de funcionarmos. Quando os sintomas são adversos, há um indicativo de que algo não está bem e, em breve, causará um desequilíbrio, ou seja, uma doença.


O tratamento pode exigir uma mudança de hábitos alimentares, e talvez seja necessária a utilização de técnicas combinadas de acupuntura, auriculoterapia, tui na, fitoterapia chinesa, dietoterapia chinesa e automassagem.





Em nossa clínica de terapias orientais em Pinheiros, é comum ouvir frases como:


- “Quando viajo, meu intestino trava”.


- “Não consigo usar o banheiro da empresa onde trabalho para fazer o ‘número 2’”.


- “Não consigo ir ao banheiro se não for na minha casa”.


- “Sempre sofri com prisão de ventre, desde pequena”.


- “Já tentei de tudo e não encontrei a cura para o intestino preso”.


- “Quando vem a vontade e não estou em casa, esquece! Só no dia seguinte. Não consigo usar outro banheiro”.


- “Operei hemorroidas porque meu intestino é muito preso”.


- “Tenho fissura anal por causa da constipação”.


Você diz isso? Convive com alguém que enfrenta esse drama? Então chega de sofrer!


Clique aqui e envie uma mensagem para agendar uma consulta.


Ou mande um WhatsApp para (11) 99141-1712 e comece hoje mesmo a cuidar da sua saúde.


O Ana Paulaº Lappoñi Espaço Terapêutico, nossa clínica de terapias orientais em Pinheiros, fica na Rua João Moura, 661, conjunto 63, pertinho do metrô Oscar Freire.

73 visualizações

© 2019 por Lu Costa Design