• Ana Paulaº Lappoñi

TRATAMENTO PARA CÓLICA MENSTRUAL: O SEGREDO DA MEDICINA CHINESA!

Atualizado: Jul 9


Um tratamento para cólica menstrual que seja eficiente e resolva o problema de uma vez por todas! Encontrar essa solução é o grande desejo de milhões de mulheres que sofrem, mês após mês, ano após ano, com dores insuportáveis. Quando a farmacologia convencional não consegue ajudar, sabe qual é a saída? Experimentar as técnicas da medicina tradicional chinesa.


Lendo este artigo, você vai saber:


- O que é a cólica menstrual?

- Os tipos de cólica menstrual.

- Como fazer o diagnóstico e estabelecer um tratamento para a cólica menstrual.

- Dicas para aliviar as dores.

- A visão da medicina tradicional chinesa sobre as cólicas menstruais.

- Um tratamento para cólica menstrual baseado em moxa, acupuntura, auriculoterapia e fitoterapia chinesa.


E se você precisar de ajuda, já sabe: o Ana Paulaº Lappoñi Espaço Terapêutico, nossa clínica de terapias orientais em Pinheiros, está à disposição. É só clicar aqui e mandar uma mensagem.


Cólica menstrual: o que é?


A cólica menstrual é uma dor no baixo ventre que antecede a menstruação. E ela não costuma chegar sozinha! Enquanto sofrem com essa dor, as mulheres também podem enfrentar náuseas, dores de cabeça e diarreias. Em casos mais extremos, a cólica menstrual, também conhecida como dismenorreia, provoca desmaios.




Cólica menstrual: quais são os tipos?


Existem dois tipos de cólica menstrual, a primária e a secundária.


A cólica menstrual primária é a mais comum e surge depois das primeiras menstruações. Sua causa é um grupo de lipídios chamado prostaglandina, uma substância similar aos hormônios, mas que não entra na corrente sanguínea. A prostaglandina faz o útero se contrair e, assim, a mulher começa a sentir dores.


Já a cólica menstrual secundária é bem mais rara. Ela é a consequência de doenças ou de distúrbios como endometriose, mioma, alterações do útero e dos ovários. Outra causa é o uso do DIU, que pode provocar diversos efeitos colaterais, como cólicas muito fortes.


Quem sofre de cólica menstrual?


A quantidade de mulheres que padecem de cólica menstrual é enorme. Em 2019, o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) fez uma pesquisa sobre o assunto. O levantamento constatou que 76% das mulheres brasileiras têm cólicas todos os meses. Dessas, 59% sofrem com dores de cabeça e 46% com dores nas costas.


A cólica afeta, também, a vida social. Outra pesquisa, feita pela indústria farmacêutica Bayer mostrou que 70% das mulheres entrevistadas costumam evitar compromissos durante o ciclo menstrual.


A empresa de pesquisa e inteligência de mercado Sophia Mind foi a fundo entender quais são as situações que elas evitam. Entre as mulheres que admitiram alterar a rotina por causa das cólicas, 91% deixaram de ir a festas e 73% já faltaram ao trabalho ou à escola.


Tratamento para cólica menstrual: medicina convencional


O tratamento para cólica menstrual na medicina convencional envolve, primeiro, a consulta com um médico e a realização de exames que vão apontar se ela é primária ou secundária.


A cólica menstrual primária pode ser controlada com a mudança de alguns hábitos. Fazer atividades físicas regularmente reduz as dores, assim como mexer no cardápio e incluir alimentos ricos em fibras. Nas vezes em que a cólica for mais intensa, outra recomendação é colocar uma bolsa de água quente sobre o baixo ventre.


Nos casos de cólica menstrual secundária, o tratamento é bem mais complexo e costuma envolver uma maior quantidade de medicamentos farmacológicos químicos para aliviar as dores. Pode ser necessário, inclusive, fazer uma intervenção cirúrgica.


Tratamento para cólica menstrual: medicina chinesa


Em nossa clínica de terapias orientais em Pinheiros, atendemos inúmeras pacientes que sofrem com cólica menstrual. O mais importante é entender a causa do problema, já que a medicina tradicional chinesa sempre

busca as origens para diagnosticar o melhor tratamento para cada caso.


Vamos fazer um paralelo com a farmacologia tradicional, para que todos possam entender claramente a diferença: quando você tem uma dor de cabeça, o farmacêutico - ou o médico - prescreve rapidamente uma Aspirina ou um Advil. Na medicina tradicional chinesa, queremos saber como a dor de cabeça surgiu, o que a motivou... e só aí vamos dizer como ela deve ser curada.




E quais podem ser as origens?


Agora que você já compreendeu, vamos voltar às cólicas menstruais. Sua origem pode ser:


- Fatores emocionais

- Exposição ao frio no período que antecede ou durante a menstruação

- Doenças crônicas

- Constituição física fraca


Um dos diagnósticos mais frequentes é o acúmulo de frio e umidade. E aí vale lembrar daquele conselho que toda vovó costumava dar para a netinha:


“Nada de pé descalço no chão frio, menina”


Também temos que analisar os sintomas!


Além das origens da cólica menstrual, a medicina tradicional chinesa avalia os sintomas que a acompanham. Por exemplo:


- Náuseas

- Vômitos

- Diarreia

- Dores de cabeça

- Presença de dor na parte inferior do abdome, que pode irradiar para as pernas e lombar


E como as terapias orientais acabam com as dores?


Na medicina tradicional chinesa, o tratamento para cólica menstrual pode utilizar quatro técnicas diferentes:


- Moxa

- Acupuntura

- Auriculoterapia

- Fitoterapia chinesa


Além da avaliação das origens e dos sintomas, nossos terapeutas agem de acordo com duas situações diferentes para orientar o tratamento: se a paciente está com dor quando chega ao consultório ou se não está sofrendo com a cólica naquele exato momento.


A medicina tradicional chinesa costuma ser suficiente para tratar os casos de cólica menstrual primária.


Dependendo do quadro clínico da paciente, vamos escolher um dos quatro tratamentos ou combinar diferentes técnicas. Mas se a cólica menstrual for secundária, a medicina tradicional chinesa atua como um complemento ao tratamento prescrito pelo médico ginecologista, principalmente com o uso de acupuntura.


Dicas para aliviar as dores


Se você estiver sofrendo com as dores, precisa procurar um tratamento para cólica menstrual. Consulte seu ginecologista ou clique aqui e agende uma consulta em nossa clínica de medicina tradicional chinesa em Pinheiros.


Para aliviar as dores, temos, também, algumas dicas. Lá vai:


- Mantenha seu corpo sempre hidratado. Beba bastante água (todos os dias, e não só durante o ciclo menstrual)


- Compre uma bolsa térmica, encha com água quente e a coloque no baixo ventre.


- Seja uma mulher mais ativa. Corra, nade, pedale, dance, faça artes marciais. Escolha a atividade física que preferir, mas faça exercícios sempre.


- Troque os alimentos gordurosos por aqueles que são ricos em fibras, como frutas e vegetais. A gordura, você sabe, retarda o trânsito intestinal, e esse acúmulo pode aumentar suas dores durante a menstruação. Já as fibras fazem o contrário, facilitam o trânsito intestinal.


- Por fim, sempre é bom lembrar: não se automedique. Não coloque sua saúde em risco. Consulte, sempre, profissionais especializados.


Chega de sofrer por causa da cólica!


Aproveite a vida! Chega de sofrer e de se privar de sair com os amigos por causa da cólica. Acabe com as dores. Volte a ter uma vida normal!


Procure nossa clínica de medicina tradicional chinesa em Pinheiros. O Ana Paulaº Lappoñi Espaço Terapêutico oferece duas possibilidades de atendimento.


Para agendar seu ATENDIMENTO ONLINE, você pode clicar aqui e enviar uma mensagem.


Ou pode mandar um WhatsApp para este número: (11) 99141-1712.




E se você já quiser agendar uma sessão presencial, pode nos visitar em nossa clínica de terapias orientais em Pinheiros, na Rua João Moura, 661, conjunto 63, pertinho do metrô Oscar Freire.


O espaço é totalmente higienizado entre as consultas, respeitando os protocolos da Organização Mundial de Saúde (OMS).


Clique aqui para deixar uma mensagem ou envie um WhatsApp para este número: (11) 99141-1712.


O Ana Paulaº Lappoñi Espaço Terapêutico é uma clínica de medicina chinesa em Pinheiros, que oferece tratamentos para diversos tipos de problemas, como insônia, ansiedade, dores no corpo e no pescoço.

52 visualizações

© 2019 por Lu Costa Design